Física Pai d'égua
UFT 2014

UFT 2014

15 questões





1. (UFT 2014) Um fotógrafo, que ainda gostava de trabalhar com filmes fotográficos, entrou em um quarto escuro para revelar suas fotos, levando uma caixa contendo quatro bolas, cada uma com uma cor diferente, que sobre a luz do sol apresentavam as seguintes cores: preta, branca, vermelha e verde. No quarto, a iluminação era realizada apenas por uma luz vermelha. Ao olhar novamente as quatro bolas na caixa, ele notou as seguintes cores:

a) preta, preta, vermelha e preta
b) preta, branca, vermelha e verde
c) preta, vermelha, vermelha e preta
d) branca, branca, branca e vermelha
e) vermelha, vermelha, vermelha e vermelha


2. (UFT 2014) Na figura abaixo, um atleta em uma rampa a 5,0 metros de altura do solo, pretende realizar um salto e pousar numa base de 1,05 metros de altura. Na extremidade da rampa, de onde iniciará o salto, a inclinação em relação ao solo é de 30°. Desprezando as forças de atrito e a resistência do ar e adotando sen 30° = 0,50, cos 30° = 0,87 e g = 10 m/s², a maior distância x que a base deve ser colocada em relação ao ponto do inicio do salto, para que a manobra seja realizada, deve ser de:



a) 2,61 m
b) 3,28 m
c) 5,32 m
d) 6,09 m
e) 8,70 m


3. (UFT 2014) Uma luz monocromática foi utilizada para realização de um experimento de Young. As duas fendas estavam separadas por uma distância igual a 6,0 × 10-3 mm e disposta paralelamente a um anteparo a 30 cm das fendas. Observou-se no anteparo a formação de franjas claras e escuras igualmente espaçadas, em que a separação entre duas franjas claras sucessivas foi de 2,0 mm. O valor aproximado do comprimento de onda λ dessa luz dentro de um bloco de vidro, com índice de refração em relação ao ar de n = 1,50, seria:

a) 2,7 × 10-8 m
b) 3,3 × 10-8 m
c) 4,0 × 10-8 m
d) 4,5 × 10-8 m
e) 5,0 × 10-8 m


4. (UFT 2014) Na transmutação do bismuto-210 para o polônio-210, ocorre o decaimento beta, ou seja, a emissão de uma partícula beta juntamente com um neutrino (21083Bi → 21084Po + e- + ν) e assim a conservação da energia do sistema é mantida. O fenômeno descrito está associado à interação.

a) Gravitacional
b) Nuclear fraca
c) Hidrogênio
d) Van der Waals
e) Eletromagnética


5. (UFT 2014) Três esferas possuem formato idêntico, no entanto, duas são constituídas de material condutor e uma de material isolante. As esferas condutoras encontram-se fixas, separadas por uma distância igual a 1,0 m, possuindo cargas iguais a +2,0 × 10-6 C e -5,0 × 10-6 C. A esfera isolante, inicialmente neutra, foi colocada em contato primeiro com a esfera de carga positiva e em seguida com a esfera de carga negativa, sendo depois fixada, de modo a formar um triângulo equilátero juntamente com as esferas condutoras. Considerando as três esferas puntiformes e o tempo de contato entre elas muito pequeno, o módulo da força elétrica resultante sobre a esfera isolante, no vácuo, é igual a:

a) 0,0 mN
b) 31 mN
c) 36 mN
d) 54 mN
e) 90 mN


6. (UFT 2014) Em um cilindro fechado, um gás ideal na temperatura de 17 °C apresenta pressão igual à atmosférica. Uma das extremidades de um manômetro, com um fluido manométrico de densidade igual a 5,0 g/cm³, foi ligada ao cilindro enquanto a outra permaneceu aberta com a borda a 40 cm do nível do líquido, conforme figura abaixo. Um diapasão foi colocado para vibrar na extremidade aberta do manômetro, enquanto o gás era aquecido lentamente, mantendo o volume constante. Quando a temperatura do gás atingiu 31,5 °C, o som do tubo atingiu o primeiro harmônico. Considerando a velocidade do som igual a 340 m/s, g = 10 m/s² e a pressão atmosférica igual a 1,01 × 105 Pa, o valor aproximado da frequência do diapasão será de:



a) 440 Hz
b) 384 Hz
c) 340 Hz
d) 284 Hz
e) 214 Hz


7. (UFT 2014) As usinas responsáveis pelo abastecimento de energia elétrica, geralmente, encontram-se a longas distâncias do consumidor, e a transmissão da eletricidade acaba acarretando perdas de energia devido à grande quantidade de calor gerado pela corrente elétrica, que percorre os cabos. Este problema é reduzido elevando a diferença de potencial da rede com o auxilio dos transformadores, o que permiti a transmissão com menor perda de energia e com potência aproximadamente constante. O aumento da tensão elétrica provoca:

a) um aumento na velocidade do campo elétrico, facilitando o deslocamento das cargas.
b) em dois condutores paralelos percorridos por correntes elétricas de mesmo sentido uma força de repulsão.
c) uma corrente induzida num circuito que gera um campo magnético no mesmo sentido à variação do fluxo magnético, que induz essa corrente.
d) no secundário do transformador uma potência que pode ser, no mínimo, igual à do primário para que se obtenha um rendimento de 100%.
e) no mesmo intervalo de tempo, a redução do número de cargas elétricas, que atravessam a área de secção do condutor, reduzindo o efeito da resistência.


8. (UFT 2014) A energia nuclear pode ser liberada em processos de fissão e de fusão. No processo de fissão, utilizado nas usinas nucleares, um átomo de 235U absorve um nêutron e se fissiona em dois fragmentos mais três nêutrons, e uma quantidade ΔE de energia é liberada na forma de radiação. Nas usinas nucleares, essa radiação gama:

a) é absorvida pelos prótons, que alteram a orientação do spin.
b) incide sobre uma placa metálica, extraindo elétrons para a produção da energia elétrica.
c) incide sobre a água, que é aquecida, gerando vapor que movimenta a turbina de um gerador elétrico.
d) é absorvida pelos elétrons, que sofrem alteração nos seus níveis de energia para a produção de energia elétrica.
e) incide sobre outro átomo de 235U, provocando uma reação em cadeia que permite a continuação do processo.


9. (UFT 2014) Uma grande dúvida existente no século XVII era a natureza da luz visível. Duas teorias tentavam esclarecer esta questão: a teoria corpuscular do físico inglês Isaac Newton e a teoria ondulatória do físico holandês Christian Huygens.

Em 1803, Thomas Young, com o experimento de dupla fenda, comprovou:

a) o comportamento ondulatório da luz.
b) o comportamento corpuscular da luz.
c) a refração da luz.
d) o movimento circular da luz.
e) a propagação da luz com velocidade constante.


10. (UFT 2014) O modelo de Bohr considera o átomo de hidrogênio como sendo equivalente a um sistema solar em miniatura, no qual o núcleo (próton maciço) seria o Sol, em torno do qual o elétron (planeta) descreve uma órbita circular. Assume como hipótese que a órbita permitida ao elétron seria aquela na qual o mesmo se movimenta, indefinidamente, sem perder energia.

Este modelo tinha como objetivo explicar.

a) A interação entre os elétrons e prótons a nível atômico.
b) O espalhamento observado das partículas alfas que incidem sobre um filme de ouro.
c) Os elétrons arrancados da superfície de um material isolante devido à incidência da luz sobre esse material.
d) A variação da velocidade da luz no vácuo.
e) O espectro de emissão, na região do visível, do átomo de hidrogênio e a instabilidade do modelo do átomo de Rutherford.


11. (UFT 2014) Em um jogo de futebol são comuns jogadas em que o jogador ao chutar a bola consegue “dar um efeito” nela de modo a adquirir uma trajetória totalmente inesperada, enganando o goleiro. Este fenômeno é conhecido como efeito Magnus, que surge quando a bola é lançada em rotação. Nessas condições, aparece uma força resultante, fazendo a trajetória da bola diferente daquela que seria descrita se ela não tivesse em rotação. Dado que o fluxo do ar desloca-se no sentido das setas apresentadas na figura a seguir e desconsiderando a ação da gravidade, qual a direção e o sentido da força Magnus que aparecem sobre a bola girando no sentido horário?



Marque a alternativa CORRETA.

a)
b)
c)
d)
e)


12. (UFT 2014) Um sistema de massa-molas é constituído por molas de constantes k1 e k2, respectivamente, apresentando barras de massas desprezíveis e um corpo de massa M, como mostrado na figura a seguir.



Qual será a frequência de oscilação desse sistema?

a)
b)
c)
d)
e)


13. (UFT 2014) Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. O comportamento de sua posição (s) em função do tempo (t) está representado no gráfico a seguir, onde AB e CD são arcos de parábola e BC e DE são segmentos de reta.



Qual(is) o(s) intervalo(s) em que o carro se movimenta com força resultante nula?

a) Somente em AB.
b) Somente em BC.
c) Somente em CD.
d) Somente em DE.
e) Em BC e CD.


14. (UFT 2014) Atualmente, poucas pessoas atingem a fase adulta sem nunca ter sido submetido a um exame de radiografia. Desde a sua descoberta, em 1895, pelo físico alemão Wilhelm Röntgen, a radiografia tem sido amplamente utilizada na medicina, na indústria e em pesquisas científicas. Geralmente, dentro dos equipamentos de radiografia, os raios X são produzidos por:

a) cargas elétricas que estão em movimento oscilatório.
b) um campo elétrico variável, que produz um campo magnético constante e vice-versa.
c) elétrons que são desacelerados ao atingirem um alvo metálico de alto ponto de fusão.
d) um material metálico que é aquecido a temperaturas próximas do seu ponto de fusão.
e) núcleos dos elementos radioativos, que se desintegram artificialmente.


15. (UFT 2014) Um raio luminoso incide sobre um prisma, cuja seção principal é um triângulo equilátero (ângulo de refringência 60,0°) e possui índice de refração igual a 1,60. O prisma se encontra imerso no ar, cujo índice de refração absoluto é 1,00. Sabendose que o ângulo de incidência foi 53,0°, qual será o desvio (δ) do raio de luz?



Dados: sen 53,0° = 0,800 e sen 30,0° = 0,500.

a) 30,0°
b) 37,0°
c) 46,0°
d) 53,0°
e) 60,0°


Respostas 1. c    2. d    3. a    4. b    5. a    6. d    7. e    8. c    9. a    10. e    11. d    12. e    13. d    14. c    15. c   

Banco de questões de Física
UFT 15 questões